Passo a passo: como aumentar a margem de lucro

Em um mercado cada vez mais acirrado, é natural que toda empresa acompanhe de perto a sua margem de lucro, sempre adotando medidas para melhorá-la para que se tenha uma maior lucratividade e uma vida mais saudável financeiramente.
como aumentar a margem de lucro

Em um mercado cada vez mais acirrado, é natural que toda empresa acompanhe de perto a sua margem de lucro, sempre adotando medidas para melhorá-la para que se tenha uma maior lucratividade e uma vida mais saudável financeiramente.

No entanto, para não cometer erros nesse cálculo, é fundamental entender o conceito de margem de lucro: o que é, para que ele serve, como saber se está dentro do ideal e o que pode ser feito para aumentá-la.

Respostas para essas e outras questões estão ao longo deste artigo. Continue a leitura e confira!

O que é margem de lucro?

Em termos contábeis, a margem de lucro é a porcentagem de lucratividade da empresa em relação ao seu faturamento. Esse índice define quanto sobrou financeiramente da companhia após o pagamento de todos os seus custos fixos e variáveis que vão desde: despesas com produção, mão de obra, até a conta de luz do negócio, entre outros.

A margem de lucro pode ser dividida entre bruta e líquida. A bruta é aquela calculada sem qualquer desconto e a líquida é a obtida após eventuais descontos e deduções, como aqueles provenientes de tributos e impostos.

Para que serve a margem de lucro?

A margem de lucro é um indicador financeiro que avalia a saúde financeira da companhia. Ele é um termômetro para que os líderes das empresas monitorem o seu negócio e analisem a lucratividade do mesmo.

Outra função da margem de lucro é assegurar a correta precificação dos produtos comercializados. Isso porque ela é essencial para indicar e certificar de que todos os custos estão sendo cobertos no valor de venda do produto ou serviço, quanto para não cobrar um valor mais alto do que o mercado está disposto a pagar.

Por fim, o cálculo da margem de lucro é parte fundamental de uma boa administração financeira de qualquer negócio. Sem isso, a rentabilidade alcançada pode ficar inferior da necessária para manter as atividades da empresa funcionando saudavelmente, fazendo com que ela tenha prejuízo.

Como calcular a margem de lucro ideal?

Chegar à margem de lucro ideal passa pela análise de uma série de aspectos. A razão para isso é simples: não há uma margem padrão para todos os negócios e isso pode variar mesmo de acordo com o setor de atuação da empresa.

Logo, a área de atuação deve ser o primeiro aspecto colocado na ponta do lápis. Empresas varejistas com grande número de vendas por dia podem, por exemplo, trabalhar com margem mais estreita e ganhar na escala. Já quem presta um serviço altamente especializado pode ampliar sua margem sem riscos maiores de perder competitividade e diminuir as vendas

Em seguida, é preciso considerar todos os custos fixos e variáveis e o preço de venda praticado pelo mercado. Após tudo isso, o dinheiro que entra em caixa deve ser suficiente para cobrir todas as despesas e ainda garantir o lucro da empresa.

Como aumentar a sua margem de lucro?

Além de ser um importante indicador de qualquer empresa, aumentar a margem de lucro envolve um bom planejamento estratégico. Por isso, conheça algumas estratégias que podem ser utilizadas em conjunto para alcançar esse objetivo.

Buscar parceiros e fornecedores com melhores condições

Avalie quanto cada um dos seus parceiros e fornecedores comerciais está cobrando pelos produtos e insumos fornecidos. Em muitos casos, esses custos são um dos mais altos e interferem diretamente na sua capacidade de aumentar a margem de lucro. O ideal é sempre fazer a cotação com pelo menos 3 fornecedores.

Para quem tem a energia um insumo que pesa no orçamento da empresa existe uma alternativa mais econômica. Nesse caso, vale considerar o ingresso no chamado Mercado Livre de Energia, em que é possível não somente escolher os fornecedores de energia, como negociar as melhores condições contratuais. Para fazer parte do Mercado Livre de Energia é necessário ter uma demanda mínima de 500 kW na mesma raiz de CNPJ.

Controlar bem o estoque dos produtos

Um estoque mal gerido é inimigo da margem de lucro. Além do alto custo de manutenção, manter produtos armazenados é um grande desperdício para qualquer negócio. Por isso, cuide de perto dessa questão, sempre analisando o giro do estoque de cada produto

Compre sempre com base no seu planejamento para ter maior poder de barganha junto aos fornecedores e não deixe itens acumulados de forma desnecessária. Em muitos casos, uma queima de estoque para abrir espaço é uma boa alternativa.

Criar diferenciais no mercado

O que faria um cliente trocar sua empresa pela concorrência, mesmo nos casos em que seu preço é menor? Entender os diferenciais oferecidos pelo mercado está no cerne dessa resposta.

Por isso, aumentar a margem de lucro passa por agregar valor aos produtos e serviços, já que isso permite trabalhar com preços mais altos sem perder negócios. Isso pode ser feito com posicionamento da marca por meio de estratégias de marketing digital até com a melhora na qualidade do atendimento.

Aumentar a margem de lucro é um desafio para as empresas. De qualquer forma, além da organização interna, você pode contar com o apoio de diversas empresas especializadas para ajudá-lo a diminuir os custos. É o caso da Omega, que vende energia limpa, barata e simples para as empresas que tem uma demanda mínima a partir de 500kW. A companhia possui uma plataforma digital de venda de energia, em que é possível comprar apenas com 5 cliques. Quer conhecer? Aproveite e confira um guia completo sobre o que é e como funciona o Mercado Livre de Energia.